Vamos por partes? Primeira etapa, sair dos 100kg!

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Os remédios que estou tomando


Boa tarde pessoal, como vai a dieta??

Bom, continuo nos remédios e continuo me sentindo um tanto mal com eles, mas vou me acostumar!!!!

Conforme eu havia falado, seguem os componentes dos remédios que eu estou tomando (com receita médica, tá?!)



SERTRALINA - ESTOU TOMANDO 75mg (1x ao dia)


O cloridrato de sertralina (marca comercial Zoloft®) é um medicamento utilizado no tratamento da depressão. O mecanismo de ação é a inibição da recaptação da serotonina. Obteve a aprovação para comercialização pelo FDA em 1991.
Indicações

A sertralina foi aprovada para as seguintes indicações: depressão major, transtorno obsessivo-compulsivo, transtorno do stress pós-traumático, transtorno associado à tensão pré-menstrual, transtorno do pânico, distimia, fobia social e transtorno da ansiedade social.
Dosagem Recomendada

O cloridrato de sertralina está disponível em apresentações de comprimidos de 50 mg. A dose máxima diária é de 200 mg, ingerida uma vez ao dia ou em doses fracionadas.

Nomes comerciais

No Brasil: Zoloft, Sercerin, Novativ, Tolrest, Serenata, Sertralin e Assert, Dieloft tpm


TRIIODOTIRONINA (T4) - ESTOU TOMANDO 25mcg (2x ao dia)


São hormônios sintetizados pela glândula endócrina tireóidea, localizada na região anterior do pescoço lateralmente à laringe e à traquéia, tendo secreção regulada por estímulos tireoideoprópico (tireotrofina), produzida pela hipófise.
A disfunção na produção destas substâncias, além de manifestar deficiência visual, com projeção dos olhos saltando da órbita ocular (situação onde os olhos ficam arregalados), condição caracterizada por exoftalmia, também pode provocar a dilatação da glândula tireóidea formando um “papo” no pescoço (bócio).
Quando em excesso, expressa um quadro clínico denominado de hipertireoidismo, apresentando os seguintes sintomas: ansiedade, cansaço ou insônia, tremores, aumento da sudação, falta de ar, diminuição de peso.
Quando insuficiente às necessidades metabólicas, configura um quadro de hipotireoidismo, sendo os sintomas: aparência apática, tendência a engordar, pele seca e escamosa, intolerância ao frio e cansaço excessivo.
Durante a infância, caso não seja detectada esta deficiência, o organismo pode apresentar um estado de retardo do crescimento e debilidade mental, condição conhecida por cretinismo.
Por Krukemberghe Fonseca
Graduado em BiologiaEquipe Brasil Escola


METFORMINA HCL - ESTOU TOMANDO 350mg (2x ao dia)


A metformina é um derivado biguanídico, potencializa o efeito da insulina. Logo é indicada no tratamento do diabetes mellitus tipo 2. E também é útil em pacientes com excesso de peso, provoca a diminuição de peso. Concentração recomendada: dose inicial é de 1 comprimido de 850mg, duas vezes ao dia.


GARCINIA - ESTOU TOMANDO 200mg (2x ao dia)


A Garcinia cambogia tem despertado grande interesse pela sua capacidade de reduzir o apetite e diminuir a vontade de comer doces, sem efeitos secundários.
A Garcinia cambogia é uma pequena árvore originária das florestas da região do Camboja, Sul de África e Polinésia e cultivada na Índia e em países do Extremo Oriente. Na Índia, a Garcínia ou “Tamarindo do Malabar” é usada desde há centenas de anos, quer na Medicina Ayurvédica, quer na culinária tradicional, incluída na preparação do caril e na conservação de alimentos, sem qualquer registo de toxicidade. A Garcínia pertence à família das Gutiferáceas e as partes da planta mais utilizadas são a casca seca e polpa do fruto. O fruto da Garcínia tem, aproximadamente, o tamanho de uma laranja, parecendo-se, no entanto, com uma pequena abóbora.O ácido hidroxicítrico (AHC) é o principal ácido encontrado na pele do fruto e responsável pelas propriedades saciantes da Garcínia.
Ácido hidroxicítrico (AHC)O AHC apresenta três acções para promover a perda de peso:
1. Agente bloqueador de gorduras – os hidratos de carbono, ingeridos em excesso, são transformados e armazenados como gordura. Neste processo é necessária a participação de uma enzima chave, a ATP-citrato liase. O AHC liga-se a esta enzima bloqueando-a, inibindo consequentemente o armazenamento de gordura.
2. Mais glicogénio – as calorias que não são armazenadas sob a forma de gordura vão ter outro destino. Ao bloquear a ATP-citrato liase, o AHC tem a capacidade de transferir as calorias para formar glicogénio (forma de açúcar armazenada nos músculos e no fígado).
3. Redução do apetite – o AHC controla o apetite através de uma maior síntese de glicogénio, ou seja, quando as reservas de glicogénio estão altas, os receptores do açúcar no fígado são estimulados e enviam um sinal de saciedade ao cérebro (sem estimular o sistema nervoso central). Outro processo assenta na capacidade do AHC em estimular a libertação da serotonina, um neurotransmissor vital envolvido no controlo do apetite. Trata-se também de um modo completamente natural de alterar a fisiologia do organismo e promover a perda de peso.


DIETILPROPIONA - ESTOU TOMANDO 60mg (2x ao dia)


O que é dietilpropiona ou anfepramona

A dietilpropiona, também conhecida como anfepramona ou benzoiltrietilamina, é um anorexígeno bastante utilizado em fórmulas para emagrecimento, sendo uma das substâncias mais utilizadas no Brasil para tratar a obesidade.
Abusos na utilização da dietilpropiona (anfepramona)

É importante saber que a dietilpropiona deve ser tomada apenas por um período limitado de tempo, pois têm potencial de causar dependência. Também já foi verificado que o efeito da dietilpropiona pode cair com o passar do tempo. Desta forma, a dietilpropiona trata a obesidade apenas a curto prazo, sendo fundamental que a pessoa desenvolva hábitos de alimentação e estilo de vida que favoreçam o emagrecimento para não recuperar o peso perdido quando parar de tomá-la. O paciente que está utilizando a dietilpropiona deve estar ciente que ela não é a cura mágica para a obesidade, mas sim um auxiliar no tratamento. A dietilpropiona deve ser utilizada com acompanhamento médico.Contra-indicações e indicaçõesAo indicar a dietilpropiona (anfepramona) como auxiliar no combate à obesidade, o médico deve levar em consideração seu efeitos colaterais em potencial e avaliar se a utilização desse anorexígeno compensa em relação aos benefícios potenciais a serem obtidos pela perda de peso do paciente. A Anvisa, agência que regula os medicamentos no Brasil, classifica a dietilpropiona na lista de substância psicotrópicas anorexígenasEfeitos colaterais da dietilpropiona (anfepramona)

Os efeitos colaterais potenciais da dietilpropiona são: boca seca, nervosismo, insônia, obstipação intestinal, irritabilidade, nervosismo, ansiedade, excitação,tremores,taquicardia,hipertensão arterial.


ALPRAZOLAM - ESTOU TOMANDO 1mg (1x ao dia)


Alprazolam,em latim alprazolamum, é um fármaco utilizado em distúrbios da ansiedade e em crises de agorafobia. É um medicamento de tarja preta no Brasil, psicotrópico do grupo B1, sujeito a notificação de receita tipo B. Trata-se de benzodiazepina que estimula os efeitos do GABA, reduzindo a ansiedade moderada e ansiedade associada a depressão. Também possui propriedades sedativas, hipnóticas, anticonvulsionantes e de relaxamento muscular.
Reações adversas
Sonolência.

Descoordenação motora.

Alterações gastro-intestinais.

Diarreia.

Vómitos.

Alterações do apetite.

Alterações visuais.

Irregularidades cardiovasculares.

Alteração da memória.

Confusão.

Depressão.

Vertigem.

Disfagia (Raro)


Contra indicações e precauções
As doses devem ser reduzidas nos idosos. Deve ser administrado com cuidado em doentes com miastenia grave ou insuficiência respiratória ou com apneia do sono. Não deve ser administrado em doentes com porfiria. Não deve ser inalado e deve ser evitado o contacto com a pele. Inibição sexual


Interações
Deve ser evitado o uso concomitante de álcool e medicamentos depressores do Sistema Nervoso Central.


Posologia
As doses são ajustadas individualmente de acordo com critério médico. Para tal ajuste, o médico determina a menor dose que controle os sintomas.Geralmente é aplicado uma dose entre 0,25 a 0,5 mg, 3 vezes/dia em pessoas normais e 0,25 mg, 3 vezes/dia em idosos ou debilitados.Os tratamentos estão estabelecidos em até quatro semanas e as doses são aumentadas e diminuídas de forma gradual.A maioria dos pacientes respondem a doses situadas entre 2 e 4 mg. Apresentações: comprimidos de 0,25 mg, 0,5 mg, 1,0 mg ou 2,0 mg.
Farmacocinética

Alprazolam atravessa a barreira placentária e aparece em pequenas doses no leite materno (cerca de 3% da dose ingerida pela mãe) A meia-vida da alprazolam é de cerca de 11,4 horas nos indivíduos saudáveis e cerca de 19,7 horas em indivíduos com cirrose hepática. O pico de maior concentração no plasma é obtido ao fim de uma ou duas horas após a ingestão. 70% a 80 % de alprazolam liga-se às proteínas plasmáticas É metabolizado no fígado, dando origem ao metabolito hidroxialprazolam que tem cerca de metade da ação do alprazolam.

2 comentários:

Lú Moura disse...

Oi Cris, tudo bem? Vim te visitar e já estou te seguindo. Se você optou para toma remédios, fiquei feliz por ser com orientação médica. Boa sorte. Beijs e espero sua visitinha.

Rosa Violeta disse...

Sem saber, há 10 anos atrás fiz uso de dietilpropiona, Prozac e um benzodiazepínico cujo nome não recordo. Era uma "formula" para emagrecer prescrita por uma médica (irresponsável, louca e processada). Mal sabia eu a bomba que estava ingerindo. Ao menos você parece consciente de que esses 'medicamentos' têm efeitos colaterais potencialmente perigosíssimos. Eu até hoje tenho de lidar com falta de memória, falta de ar e uma paranoia crescente que atribuo a esses medicamentos. Antes de tomá-los todos juntos em uma cápsula dos diabos, eu não era essa pessoa apavorada e extremamente ansiosa e com dificuldades respiratórias que fui me tornando. Enfim. Desculpe se o post não é em tom de "viva! vc esta tomando remedies e vai emagrecer!". Mas cuidado com esse coquetel. Leia a respeito de antidepressivos e anorexígenos e o que eles fazem com seu cérebro. Se souber ingles, melhor ainda. Eu simplesmente não consigo me recorder de tanta coisa que me sinto uma velha de 80. Eu preferia a gordinha alegre, esperta e ligeiramente ansiosa que eu era do que esse ser lento, paranóico, apavorado e extremamente ansioso que eu virei após tomar a 'fórmula'. Se aceite como é, caminhe, aceite que nunca vai ser a Barbie, mas que pode ficar melhor (e bonita) naturalmente, respeitando seus limites geneticos. Corpo sarado nenhum vale a saúde mental. Desculpe, mas realmente, cuidado com esses remedies. É muita coisa junta que vc esta tomando, como eu anos atrás - só que no meu caso era tudo junto numa cápsula. Tenho ódio de medicos até hoje, exceto pelo que ficou pasmo com a tal da formula e me alertou. Até hoje faço exercícios físicos e tento estimular minha memória e raciocínio como posso. É triste e me dá raiva. Espero que vc tenha lido a bula e esteja ciente de tudo a que está se expondo. Boa sorte.